domingo, 8 de setembro de 2013

SEBRAETEC APOIA ASSOCIAÇÃO DOS APICULTORES EM AROEIRAS.





Depois de muita luta a Associação dos Apicultores de Aroeiras (ASAMA), começa a receber os frutos de sua regularização e certificação como instituição reconhecida no meio. Aroeiras sempre foi um município com bom potencial para produção de mel na Paraíba e nestes últimos anos, quando foi criada a ASAMA, a coisa começou a andar com passos largos.
Através do SEBRAE, GOV. DO ESTADO e a UFCG, a ASAMA estará recebendo um grande benefício com a implantação da casa do mel na localidade de Chã de Barra de Baixo, garantindo o desenvolvimento sustentável dos produtores de mel que na sua maioria são agricultores.
Nesta etapa os apicultores passarão por treinamentos dentro de uma programação com datas determinadas. Sendo: dia 17 de setembro, revitalização da unidade produtora de mel com tecnologias inovadoras e conservacionista. Dia 15 de outubro, incentivo através da promoção à saúde técnica de higiene no apiário e boas práticas apícolas. Dia 12 de novembro, realização de curso de capacitação aos apicultores e meliponicultores.
Segundo seu Severino Candido, presidente da ASAMA, para que a os apicultores possam receber o benefício, terão que passar antes por um treinamento para aprenderem a usar os mecanismos que serão disponibilizados à associação e com isso poderem valorizar os produtos que serão colhidos e comercializados pela ASAMA.
Acrescentou ainda o presidente que outros agricultores poderão participar do treinamento e inclusive se filiarem a ASAMA, onde passarão a receber os benefício. Ainda dentro do assunto, seu Severino confirmou a luta junto a Caixa Econômica Federal para que os apicultores possam receber os benefícios de "Minha Casa Minha Vida Rural", pois já contactou com o vice presidente da UNACA, Sr., João do Violão, que foi contemplado recentemente com esse programa do Gov. Federal para duas associações filiadas a UNACA, sendo elas: Associação da Ladeira do Chico e a Associação do Nogueira.
Blog Aroeiras Hoje.
Caio e Tiago Simplício.

Clique para carregar comentários

0 comentários